MeepleBR
MeepleBR / Blog Meeple / Notícias / Uma ilha felina
  • Por: Márcio Botelho
  • Publicado em: 1 de agosto de 2020

A Ilha dos Gatos

Desenvolvido por Frank West, e com artes de Dragolisco, A Ilha dos Gatos, no original The Isle of Cats, foi lançado em 2019 pela The City of Games e pode ser considerado um dos títulos de destaque do ano passado.

Neste jogo, para 1 a 4 participantes, você assume o papel de um capitão de navio que precisa salvar os gatos da ilha mística que dá nome ao jogo. Os bichanos estão sendo ameaçados por um pirata terrível, o impiedoso Vesh Mão Negra, que pretende invadir a ilha, saquear seus tesouros e aprisionar os felinos do local que possuem poderes mágicos únicos.

Para salvar os gatos você vai ter de pescar, obter cestos para transportá-los, explorar a ilha e aprender valiosas lições que lhe tornarão o maior capitão de todos!

Características gerais

Em seu modo tradicional, que comporta de 2 a 4 jogadores, temos partidas que duram em média 25 minutos por participante, o que nos dá uma experiência que dura entre 50 e 100 minutos.

Durante a preparação se coloca o mapa da ilha no centro, algumas peças de gato, tesouros, peixes e as cartas que os jogadores utilizarão. Além disso, também deve se colocar o saco de descobertas, uma bolsa de pano onde se encontram mais peças de gatos e de tesouros. Por fim, cada jogador recebe um tabuleiro que representa seu navio.

Cada turno de A Ilha dos Gatos é dividido em 5 fases:

  • Pescar: nessa fase os jogadores recebem 20 peixes que serão utilizados para atrair os gatos e na compra de cartas.

  • Explorar: fase de compra de cartas e do drafting entre os jogadores.

  • Aprender: os aprendizados, cartas que propõem missões aos jogadores, são jogadas neste momento. Caso você cumpra um aprendizado, ganhará pontos extras ao fim da partida.

  • Resgatar gatos: aqui se encontra o núcleo mecânico de A ilha dos Gatos. Os jogadores precisam gastar peixes e cartas de cesto para resgatar os gatos da ilha e colocá-los em seus tabuleiros de navio. Cada tabuleiro possuí uma matriz quadriculada e os gatos devem ser encaixados nela seguindo algumas regras de colocação. O objetivo principal é organizar os bichanos em famílias, conjuntos de gatos da mesma cor, cobrir os ratos que infestam o navio e preencher o máximo de salas possível.

  • Achados raros: nessa fase são usadas as cartas de tesouros raros e os gatos de tipo Oshax, que servem de coringa para a composição de famílias.

Uma partida dura um total de cinco rodadas, que é o tempo que Vesh Mão Negra demora para chegar a Ilha. Ao final da quinta rodada se faz a contagem dos pontos: as famílias de gatos, os tesouros raros e os aprendizados dão pontos aos jogadores; já os ratos que estiverem a vista e as salas vazias tiram pontos. O jogador com a maior pontuação vence.

Três em um

Uma característica fundamental de A Ilha dos Gatos é que estamos diante de uma caixa que contém três jogos diferentes. Além do modo tradicional, descrito acima, existem outros dois modos de jogo na caixa: o modo solo e o modo família.

No modo solo o jogador é desafiado por uma inteligência artificial (IA) que representa a irmã de seu personagem. Essa IA é comandada por cartas e tem por objetivo dificultar ao máximo o seu trabalho! Ela vai pontuar com os gatos que você resgatar, eliminar tesouros e roubar os bichanos que estão na mira dos seus cestos. Caso você seja um jogador experiente, não se preocupe, é possível ajustar a dificuldade da IA, proporcionando partidas desafiadoras mesmo para o mais tático dos jogadores.

Um dos destaques de A Ilha dos Gatos é o seu simples e ágil modo família. Nesse modo de jogo, para 2 a 4 participantes, tudo se torna mais fácil e a partida gira em torno das cartas de aprendizado e da colocação de gatos no seu tabuleiro de navio. Este modo é indicado para ser usado com crianças, jogadores iniciantes ou para quando você quiser uma jogatina mais tranquila, mas não menos divertida.

Arte felina

A arte de A Ilha dos Gatos é um show a parte. As cinco famílias de gatos aparecem nas peças, nas cartas e no manual do jogo, dando um charme especial para cada um deles. São traços leves e que mostram felinos exóticos e cheios de personalidade, o que nos transporta para um universo encantador e misterioso.

A narrativa do jogo é intrigante, estando presente nas cartas e na dinâmica dos turnos, o que desperta a curiosidade dos jogadores mais atentos, e indica a possibilidade de que o designer vá ampliar o universo de A Ilha dos Gatos através de expansões ou de outros jogos que compartilhem o mesmo cenário de fantasia.

A Ilha dos Gatos: previsão de lançamento

As qualidades de A Ilha dos Gatos são muitas: é um jogo fascinante, cheio de componentes bonitos, com três modos de jogo distintos e uma narrativa rica. Tudo isso em uma caixa resistente o bastante para o seu gato poder dormir dentro enquanto você joga!

Mas a pergunta que não quer calar é: quando o jogo chega ao Brasil?

O processo de tradução, revisão e diagramação já está finalizado e enviamos os arquivos para a conferência da editora estrangeira. Acreditamos que se tudo estiver certo, a produção se inicie nos próximos dias o que nos daria uma data de lançamento para o mês de dezembro de 2020.

Márcio Botelho

Raça: Humano. Alinhamento: caótico e bom. Classes: Historiador 6, Crítico literário 4 e Nerd 10. Animado com as novidades sobre o Paper Dungeons.

Compartilhar postagem:

Copyright © 2020 Meeple BR - Todos os direitos reservados.