MeepleBR
  • Por: Márcio Botelho
  • Publicado em: 14 de setembro de 2021

Problemas logísticos

Em 2006 Marc Levinson, editor de economia e finanças da prestigiosa revista The Economist, lançou o livro The Box: How the Shipping Container Made the World Smaller and the World Economy Bigger (em uma tradução livre, “A Caixa: como o contêiner de carga fez o mundo menor e a economia mundial maior).

Levinson detalha como até a década de 1950 os navios cargueiros demoravam semanas para serem carregados, o que fazia os transportes marítimos demorados e custosos para as empresas que exportavam e importavam bens. O processo de carga e descarga era desorganizado, sem método e altamente ineficiente, levando a uma enorme dificuldade de prever quando um produto chegaria ao seu destino.

Tudo mudou com a invenção dos contêineres modernos. Essas caixas de metal gigante podem ser acondicionadas dentro de navios de maneira simples, eficiente e com um número de trabalhadores muito menor do que se utilizava anteriormente (quando as sacas e caixotes eram empilhadas manualmente nos navios). Uma revolução logística que, segundo Levinson, barateou enormemente os custos do frete marítimo, acelerou os processos de transporte e contribuiu para uma maior integração da economia global.

Mas o que essas caixas de metal gigante tem haver com jogos de tabuleiro?

Muito mais do que você imagina.

Retomada econômica

Com a pandemia de covid-19 os transportes em escala global foram prejudicados. Não só pessoas, mas também cargas passaram a sofrer restrições de circulação, houve uma diminuição do consumo, o que se refletiu na queda do PIB da maioria dos países, e em um cenário de dificuldades para diversos setores da economia.

Felizmente, devido ao avanço nas campanhas de vacinação e as políticas de estímulo, os países da União Europeia e os Estados Unidos começaram seu processo de retomada econômica ainda no primeiro semestre de 2021.

Essa retomada vem levando ao aumento significativo do consumo em uma escala bastante acelerada. Um fenômeno que acaba tendo consequências globais e que impacta diretamente a questão dos contêineres.

Onde estão os contêineres?

Essa aceleração do consumo fez com que surgisse um problema logístico sem precedentes: a falta de contêineres disponíveis para uso no mercado global.

Devido ao processo de desindustrialização visto em países da Europa Ocidental e nos Estados Unidos, a maior parte dos bens industrializados são fabricados na China ou tem seus componentes feitos em fábricas chinesas.

Por conta dessa dependência industrial, a maior parte dos bens de consumo mundiais acabam sendo transportados em contêineres que partem da China em direção a outros países do mundo. E com o aumento da demanda o que vem ocorrendo é uma verdadeira crise no mar.

Em reportagem da CNN Brasil, vemos como os prazos de transporte, bem como os preços pagos pelos contêineres, aumentaram significativamente: o frete marítimo entre China e Europa que valia por volta de US$ 2.000 em 2020, hoje não saí por menos de US$ 10.000.

Uma situação que é difícil para todos, consumidores, importadores e distribuidores, e que pode se arrastar até o final do ano de 2021 e além, pois é importante notar que no segundo semestre é tradicional vermos um aumento nas vendas ligado as compras de final de ano e promoções como a Black Friday.

Contêineres e jogos de tabuleiro

Como a maior parte das editoras de jogos de tabuleiro modernos do Brasil, a MeepleBR concentra a produção de seu catálogo em fábricas localizadas na China. Isso se deve a fatores como obrigações contratuais assumidas com editoras internacionais e a questão da qualidade de certos componentes em comparação com versões nacionais.

Esse quadro explica porque as editoras brasileiras estão preocupadas com a questão dos contêineres: temos diversos lançamentos prontos e já embalados para o embarque, porém está bastante complicado encontrar o frete para o Brasil, ainda mais quando levamos em conta que as transportadoras preferem priorizar rotas mais lucrativas como China – EUA ou China – Europa.

Por conta desse quadro geral complicado, provavelmente veremos diversos atrasos em relação às nossas previsões de lançamento para o segundo semestre de 2021. Alguns deles, como Cooper Island, devem ser bastante impactados por esse problema logístico; outros, como a Terraforming Mars: Big Box, já se encontram embarcados a caminho do Brasil e temos esperança que desembarquem o quanto antes.

Assim como muitos de vocês, nós nos sentimos bastante contrariados e frustrados com esses atrasos, em especial devido ao fato de termos muita vontade de jogar grandes títulos em nossas casas. Pedimos paciência aos consumidores e garantimos que vamos manter o diálogo aberto e franco com a comunidade, informando o quanto antes as novas datas de chegada prevista dos jogos de nosso catálogo.

Márcio Botelho

Raça: Humano. Alinhamento: caótico e bom. Classes: Historiador 6, Crítico literário 4 e Nerd 10. Tentando pegar contêiner no laço.

Compartilhar postagem:

Copyright © 2021 Meeple BR - Todos os direitos reservados.