MeepleBR
  • Por: Márcio Botelho
  • Publicado em: 7 de janeiro de 2021

Gatos a vista

COM O LANÇAMENTO DE A ILHA DOS GATOS, A MEEPLEBR TRAZ UMA EXPERIÊNCIA EMPOLGANTE PARA JOGADORES EXPERIENTES, FAMÍLIAS E AINDA UM DESAFIADOR MODO SOLO

A Ilha dos Gatos, no original The Isle of Cats, foi lançado em 2019 pela The City of Games e vem recebendo grande destaque nos rankings da BGG: posição 124 no quadro geral;

87 entre os jogos estratégicos; e um incrível 10º lugar entre os títulos familiares. A grande aceitação do publico também se reflete na crítica, com três indicação

para o prêmio Golden Geek em 2019 (Jogo do ano, Jogo familiar e Melhor Arte).

Neste jogo, para 1 a 4 participantes, você assume o papel de um capitão de navio que precisa salvar os gatos da ilha mágica que dá nome ao jogo. Os bichanos estão sendo ameaçados por um pirata terrível, o impiedoso Vesh Mão Negra, que pretende invadir a ilha, saquear seus tesouros e aprisionar os gatinhos.

Para salvá-los você terá de pescar, obter cestos para transporte, explorar a ilha e aprender valiosas lições que lhe tornarão o maior capitão de todos!

Características gerais

Em seu modo tradicional, que comporta de 2 a 4 jogadores, temos partidas que duram em média 25 minutos por participante, o que nos dá uma experiência que dura entre 50 e 100 minutos.

Durante a preparação se coloca o mapa da ilha no centro, algumas peças de gato, tesouros, peixes e as cartas que os jogadores utilizarão. Além disso, também deve se colocar o saco de descobertas, uma bolsa de pano onde se encontram mais peças de gatos e de tesouros. Por fim, cada jogador recebe um tabuleiro que representa seu navio.

O turno dividido em 5 fases:

Pescar: nessa fase os jogadores recebem 20 peixes que serão utilizados para atrair os gatos e na compra de cartas.

Explorar: fase de compra de cartas e do drafting entre os jogadores.

Aprender: os aprendizados, cartas que propõem missões aos jogadores, são jogadas neste momento. Caso você cumpra um aprendizado, ganhará pontos extras ao fim da partida.

Resgatar gatos: aqui se encontra o núcleo mecânico de A ilha dos Gatos. Os jogadores precisam gastar peixes e cartas de cesto para resgatar os gatos da ilha e colocá-los em seus tabuleiros de navio. Cada tabuleiro possuí uma matriz quadriculada e os gatos devem ser encaixados nela seguindo algumas regras de colocação. O objetivo principal é organizar os bichanos em famílias, conjuntos de gatos da mesma cor, cobrir os ratos que infestam o navio e preencher o máximo de salas possível.

Achados raros: nessa fase são usadas as cartas de tesouros raros e os gatos de tipo Oshax, que servem de coringa para a composição de famílias.

Ao final do quinto turno se faz a contagem dos pontos: as famílias de gatos, os tesouros raros e os aprendizados aumentam sua pontuação; já os ratos que estiverem a vista e as salas vazias tiram pontos. O jogador com a maior pontuação vence.

O que vem dentro da caixa?

A caixa de A Ilha dos Gatos impressiona: são aproximadamente 3 quilos de componentes de madeira, peças de cartonado em alta qualidade, tabuleiros de jogador, centenas de cartas coloridas mostrando os gatos nas mais diversas cenas e a bolsa de achados, uma enorme sacola de tecido onde são colocadas as peças de gatos e os tesouros raros.

A lista completa de componentes inclui:

30 Gatos de Madeira (6 em cada cor)

85 Peças de Gatos Únicos (17 em cada cor)

6  Peças de Oshax Únicos

25 Peças de Tesouros Raros Únicos

44 Peças de Tesouros Comuns

4 Navios dos Jogadores (tabuleiro de jogador)

42 Marcadores de Peixe

1 Navio de Vesh

219 Cartas

1 Tabuleiro da Ilha

1 Bolsa de Achados

10 Marcadores de Cestas

2 Manuais (Normal e Família)

1 Bloco de Pontos

Além disso, chama a atenção a espessura da caixa que é resistente a ponto de poder receber o seu mascote durante a partida.

Observação: todas as cartas do jogo estão no tamanho PADRÃO (63,5 x 88 mm)

Três em um

Além do modo tradicional, descrito acima, existem outros dois modos de jogo na caixa: o modo solo e o modo família.

No modo solo o jogador é desafiado por uma inteligência artificial (IA) que representa a irmã de seu personagem. Essa IA é comandada por cartas e tem por objetivo dificultar ao máximo o seu trabalho! Ela vai pontuar com os gatos que você resgatar, eliminar tesouros e roubar os bichanos que estão na mira dos seus cestos. Caso você seja um jogador experiente, não se preocupe, é possível ajustar a dificuldade da IA, proporcionando partidas desafiadoras mesmo para os jogadores experientes.

Um dos destaques de A Ilha dos Gatos é o seu simples e ágil modo família. Nesse modo de jogo, para 2 a 4 participantes, tudo se torna mais fácil e a partida gira em torno das cartas de aprendizado e da colocação de gatos no seu tabuleiro de navio. Este modo é indicado para ser usado com crianças, jogadores iniciantes ou para quando você quiser uma jogatina mais tranquila, mas não menos divertida.

Arte felina

A arte de A Ilha dos Gatos é um show a parte. As cinco famílias de gatos aparecem nas peças, nas cartas e no manual do jogo, dando um charme especial para cada um deles. São traços leves e que mostram felinos exóticos e cheios de personalidade, o que nos transporta para um universo encantador e misterioso. 

A narrativa do jogo é intrigante, estando presente nas cartas e na dinâmica dos turnos, o que desperta a curiosidade dos jogadores mais atentos, e indica a possibilidade de que o designer vá ampliar o universo de A Ilha dos Gatos através de expansões ou de outros jogos que compartilhem o mesmo cenário de fantasia.

Márcio Botelho

Raça: Humano. Alinhamento: caótico e bom. Classes: Historiador 6, Crítico literário 4 e Nerd 10. Começando a estocar peixes para alimentar esse mundaréu de gatos

Compartilhar postagem:

Copyright © 2020 Meeple BR - Todos os direitos reservados.