MeepleBR
  • Por: Márcio Botelho
  • Publicado em: 26 de outubro de 2020

Diário da Spiel.digital 2020

UM RELATO PESSOAL, EM FORMA DE DIÁRIO, SOBRE AS MARAVILHAS, DIFICULDADES E EMOÇÕES DA SPIEL.DIGITAL

Começou ruim, melhorou e daí ficou perfeito (22/10/2020)

Querido diário,

Hoje tive de acordar antes das galinhas, me arrumar e ligar o computador para a abertura da Spiel.digital.

Parecia que tudo ia dar certo: teve vídeo com a primeira-ministra alemã, a Angela Merkhel, dando as boas vindas para o evento, a conexão de internet estava funcionando direitinho e as reuniões com editoras estrangeiras marcadas.

Mas daí veio uma avalanche de gente, jogadores do mundo inteiro, tentando acessar o site ao mesmo tempo e a coisa parou de funcionar. Rolou um verdadeiro apagão na plataforma e comecei a pensar que ia ser uma fria durante os 3 dias seguintes. Depois do susto inicial, e de muita confusão com o canal do Discord oficial do evento, vi que a plataforma estava funcionando e que parecia que tudo ia dar certo de agora em diante.

No começo da tarde rolou um bate-papo com o pessoal do Covil dos Jogos. Paulo nos chamou para apresentarmos as primeiras novidades da MeepleBR durante o evento. A primeira, que nem era tão novidade assim pois os gringos passaram na nossa frente, era a de que o Paper Dungeons receberia uma edição em inglês pela Alley Cat!

A outra novidade foi aquela bomba: Tainted Grail: a queda de Avalon, jogo da Awaken Realms que foi um sucesso absoluto no Kickstarter, vai ser lançado no Brasil em 2021 pela MeepleBR. É um produtoé incrível, cheio de narrativa, cooperação e mistério em um universo arturiano sombrio (inclusive tivemos um bate-papo com a tradutora, a MC Zanini, em que ela falou muito do jogo).

Foram notícias boas, mas o dia estava só na metade.

Mais para o começo da noite, entrevistamos o Leandro Pires, o criador do Paper Dungeons, e ele falou do desenvolvimento do jogo e dos inúmeros playtestes (mais de 400 partidas). O resultado é um jogo desafiador e muito inteligente. Eu gosto muito do Leandro pois ele é um cara apaixonado pelo lúdico, colocando muito amor em todos os projetos que ele faz.

Depois desse papo, joguei uma partida do Paper Dungeons com os rapazes do Mesa Secreta e com o Eduardo do Jogada Histórica. Saí um pouco mais cedo, pois estava morrendo de fome, mas fiquei sabendo que ganhei a partida mesmo assim… quem diria que anos de RPG com os amigos me tornariam uma máquina de dungeon crawl?

O mais longo dos dias (23/10/2020)

Querido diário,

Já é Spiel no Japão!

Tive que fazer uma reunião com possíveis parceiros na terra do Sol Nascente, por isso meu dia começou a meia-noite e quinze! Foi uma loucura, mas consegui tirar uma soneca até a próxima reunião (que começaria em três horas). O fuso horário está me matando e de vez em quando preciso levantar para esticar as pernas e respirar.

Depois de muitas reuniões, e de poder falar sobre jogos com gente do mundo todo, tive que buscar ajuda para resolver os problemas que estavam acontecendo nos canais do Discord. Nessa hora vi como a solidariedade é forte no meio dos jogos de tabuleiro: os representantes da Spiel Brazilian Pavilion, o Luís, da Tenda dos Jogos, o Fernando, do BGSP, e mais uma galera ajudaram muito para fazer a coisa funcionar. Eles são sensacionais.

Depois do almoço (uma banana e um copo de toddy contam como almoço?), fui ver a live do Covil dos Jogos.

Advinha só?

Outra BOMBA: Brazil: Imperial, o jogo do Zé Mendes, vai receber publicação internacional pela Hans in Glück, uma gigante do mercado de jogos, no segundo semestre de 2021. Uma notícia que ninguém esperava, e que mostra como o game design brasileiro está ganhando o mundo.

Na mesma live, ainda rolou anúncio das duas expansões do Orléans, além de reprint do jogo básico, ainda para o primeiro semestre de 2021. Minha carteira vai chorar, mas acho que vou ficar feliz que nem pinto no lixo com tanto jogo bom.

Como no dia anterior, seguimos para uma entrevista com o Ricardo Amaral, o autor do Luna Maris, e rolaram spoilers das artes do jogo. O Diego Sá, responsável pelo design gráfico e pela arte, está fazendo um trabalho sensacional e deixando todo mundo com ainda mais vontade de jogar esse euro sobre exploração mineral na lua. Além disso, rolaram informações sobre possível data de lançamento e a forma como ele vai chegar ao mercado.

Para fechar o mais longo dos dias, rolou mais um gameplay ao vivo no Mesa Secreta: Torugo e Zuil, do próprio canal, contra Laíse, do Oficinas Lúdicas, contra Marcelo e Henry, do TinZin Board Games. Foi uma partida intensa, mas depois de uma disputa acirrada Torugo venceu por 1 ponto de diferença e levou o caneco para casa.

Esses dois primeiros dias foram de tirar o fôlego, mas ainda estavam por vir outras grandes novidades.
Amanhã eu conto a segunda parte de como foi a Spiel.digital.

Até lá, conta aí para gente: pra você, qual foi o ponto alto dos primeiros dias da Spiel.digital?

Márcio Botelho

Raça: Humano. Alinhamento: caótico e bom. Classes: Historiador 6, Crítico literário 4 e Nerd 10. Achou que ia descansar depois da Spiel.digital? ACHOU ERRADO, OTÁRIO!

Compartilhar postagem:

Copyright © 2020 Meeple BR - Todos os direitos reservados.