MeepleBR
  • Por: Márcio Botelho
  • Publicado em: 17 de dezembro de 2020

Os jogos que não saíram da nossa cabeça

Aquela tradicional lista de fim de ano em que fazemos uma retrospectiva dos lançamentos de 2020

Como diria Benedict Anderson, historiador de destaque da segunda metade do século XX, toda a tradição de certa maneira é uma invenção. Já que nosso blog é super recente, ainda nem completamos 9 meses de vida, esse parece um excelente momento para inventarmos uma tradição.

Não é segredo para ninguém que no mês de dezembro circulam muitas listas com os principais acontecimentos, fatos e eventos marcantes do ano que passou. Uma retrospectiva 2020 é uma tarefa complicada. Esse ano, infelizmente, tivemos muita coisa ruim acontecendo… 2020 foi um daqueles anos que deixou um gosto amargo no fundo da boca.

Mas por aqui queremos deixar vocês felizes!

Nessa retrospectiva 2020 o tema vão ser jogos. E jogos bons!

Por isso vamos falar dos cinco lançamentos da MeepleBR no ano de 2020 que mais chamaram nossa atenção. Foram muitos jogos divertidos, que nos ajudaram a passar esse ano complicado de maneira mais leve, com muita estratégia e competição.

Loser

Para começar a retrospectiva 2020 de uma maneira feliz, nada melhor do que um jogo com muita zoeira e alegria.

Por conta disso, o jogo festivo do Bruno Cathala tinha de estar nessa lista!

Cheio de blefe, zoeira e magia, Loser fez muito sucesso em nossas jogatinas de final de expediente. É daqueles joguinhos leves e que partem de uma premissa simples, porém absolutamente genial: nele não existe vencedor ou vencedores, apenas um único perdedor!

As ilustrações do jogo, obra da talentosa Alexandra Petruk, ajudam a passar o clima de magia e descontração desse “pequeno notável”. E quando digo pequeno é pequeno mesmo: a caixinha do Loser cabe no bolso da calça!

Uma excelente opção para uma jogatina rápida e em qualquer lugar.

Draftosaurus

Amamos dinossauros.

Amamos meeples de madeira.

O que esperar de um jogo com dinomeeples de madeira?

Muita diversão, é claro!

Brincadeiras a parte, Draftosaurus nos surpreendeu com uma jogabilidade viciante, uma aplicação sensacional da mecânica de seleção de componentes, o famoso drafting, e pela arte colorida e viva. Tudo isso colocou o Draftossaurus no quarto lugar da nossa lista.

Outro ponto que fez ele estar nessa lista foi a simplicidade das regras e a possibilidade de ser jogado por crianças. Atrair famílias e os mais jovens é fundamental para que o mercado cresça. Sendo assim, títulos como Draftosaurus fazem toda a diferença, o que o torna perfeito para uma jogatina familiar.

Prehistory

Quem acompanha nosso blog a algum tempo, ou que simplesmente leu a minha descrição que aparece ao final de todo texto que escrevo aqui, sabe que sou historiador de formação. Isso posto, seria difícil deixar de fora dessa lista um jogo com um tema sobre um período histórico tão fascinante.

O Paleolítico, também chamado de Idade da Pedra, compreende o período que vai do surgimento dos primeiros hominídeos até o desenvolvimento da agricultura. Durante aquele período os grupos humanos eram nômades e precisavam se arriscar muito para garantir alimentos e abrigo. Mesmo com todas as dificuldades, os homens e mulheres daquele tempo prosperaram e produziram muita tecnologia e uma rica cultura material.

Em Prehistory somos desafiados a cuidar de uma tribo do paleolítico. São muitas ações possíveis (coletar alimentos, caçar, pescar, viajar com sua tribo, criar pinturas rupestres e mais), diversas mecânicas sensacionais como coleção de componentes, seleção de ações, alocação de trabalhadores e controle de área.

É um jogo euro médio, com belos componentes de madeira, ilustrações que passam o clima do período e ajudam na ambientação. Um daqueles jogos com a cara da MeepleBR

Paper Dungeons

O grande lançamento nacional da MeepleBR em 2020!

O Leandro Pires conseguiu mais uma vez ser genial! Ele criou um jogo no qual temos a experiência de explorar uma masmorra com um grupo de aventureiros, nos levando por uma jornada nostálgica cheia de hack’n slash e dungeon crawl. Um verdadeiro tributo aos RPG’s dos anos 1980 e começo dos 1990.

Tudo isso com regras muito simples, mas ao mesmo tempo sofisticadas e que garantem horas e horas de rejogabilidade.

A arte do Dan Ramos, bem como seu cuidado com a iconografia e com o layout dos componentes, fizeram com que a experiência de jogar Paper Dungeons fosse ainda melhor. Não podemos esquecer das narrativas nas cartas de masmorra, que acrescentam um curioso cenário ao universo do jogo.

Paper Dungeons vai ganhar o mercado internacional em 2021. Isso só deve aumentar a popularidade do jogo, atraindo novos aventureiros e aventureiras e reforçando o pedido de quem já jogou: queremos uma expansão!

Maracaibo

O último jogo lançado pelo Alexander Pfister deu o que falar no Brasil.

O hype estava elevado desde seu anúncio no final de 2019. Com a pandemia houveram atrasos na produção, fato que aumentou ainda mais as expectativas e gerou uma venda recorde no começo de agosto, quando o jogo foi lançado: a tiragem se esgotou em menos de 2h, o que foi muito além das nossas expectativas.

Houveram alguns problemas em relação a carta promo, que foi incluída sem custos em todas as unidades do jogo, bem como alguns contratempos com os componentes de papel que vinham nas punch boards. Isso gerou muito furor nas redes sociais e fóruns, o que é compreensível levando-se em conta toda a expectativa criada.

A equipe de pós-venda foi fundamental para a resolução do problema: foi um trabalho constante para atender todos os pedidos da melhor e mais rápida maneira. Felizmente a maior parte da comunidade recebeu positivamente a postura da empresa: reconhecer o erro, pedir desculpas e se esforçar para resolver o problema.

Para além de toda a polêmica, Maracaibo é um jogo incrível: alta complexidade, múltiplas estratégias, diversos modos de jogo e muitas horas de partida se encontram dentro da caixa.

Um título que coroa a genialidade do design Pfister, além de merecidamente estar na nossa lista de jogos de 2020.

Mas conta aí para gente: você concorda com a nossa lista? Já jogou todos os jogos que lançamos esse ano?

Márcio Botelho

Raça: Humano. Alinhamento: caótico e bom. Classes: Historiador 6, Crítico literário 4 e Nerd 10. Ṕronto para apanhar da automa em Maracaibo (de novo)

Compartilhar postagem:

Copyright © 2020 Meeple BR - Todos os direitos reservados.