MeepleBR
  • Por: Carlos Henrique Viana Lima
  • Publicado em: 6 de novembro de 2020

Tem jogo em Teresina?

Antes de falar do cenário de jogos de tabuleiro atual em Teresina, preciso voltar 7 anos no passado para dizer como entrei neste cenário.

Tudo aconteceu meio que por acaso.

Nos idos de 2013, minha coleção se resumia a War, Detetive, Monopoly, Interpol, Scotland Yard e, por um feliz achado numa loja de brinquedos, Catan e Carcassonne, ainda publicados pela Grow. Foi quando uma amiga de trabalho me falou de uma loja. “Carlos, tu precisa conhecer a Arcádia, tu vai adorar aquela loja”.

Como eu não sou nem um pouco curioso, no dia seguinte fui visitar a tal loja.

A Arcádia – loja que infelizmente não sobreviveu à pandemia –, foi o primeiro espaço a movimentar o cenário local de boardgames. Na época, eles vendiam principalmente jogos da Galápagos e Devir, além de algumas editoras menores.

Na loja sempre tinha uma mesa com um jogo aberto e uma galera jogando, enquanto outros ao redor aprendiam. E o proprietário, o Ícaro Igreja, foi o cara que me apresentou esse universo.

Além de receber clientes para jogar, a Arcádia e o seu dono sempre trabalharam para movimentar o cenário local. O local foi por inúmeras vezes sede de campeonatos regionais de X-wing. Graças ao apoio da Arcádia e do empenho do Ícaro e do Lucas Dourado, Teresina tem um grupo de X-wing atuante, que sempre organiza campeonatos (oficiais e extraoficiais).

Ao chegar à Arcádia logo me chamaram a atenção os jogos do Senhor dos Anéis LCG e Guerra dos Tronos Boardgame. Que coisa mais linda! Ícaro, que estava no meio de uma partida de Game of Thrones, viu meu interesse nos jogos, pegou meu número e logo me adicionou no grupo de whatsapp Piauí Jogos de Mesa.

Cajuína Meeple – primeiros encontros

O grupo tinha ali cerca de 80 membros. Uma galera que marcava mesas de jogos que eu nunca tinha ouvido falar. Pouco a pouco fui criando coragem para participar destas mesas. Foi por essa época que o meu apelido ganhou força, e virei de vez o CH.

Em 2014, naquele grupo de whatsapp, foi organizado um pequeno encontro de jogos. Um evento informal, com a pretensão apenas de reunir a galera e jogar. Aconteceram dois eventos do tipo num período de 6 meses, sempre no salão de festas de um condomínio.

O tempo passou, e a galera que organizou estes encontros meio que se desligou. Chegou o ano de 2016, quando meu amigo João Felipe, passando na frente de uma livraria, ventilou no grupo a possibilidade de acontecer um evento naquele lugar.

Pronto. Era esse o incentivo que faltava pra termos um evento oficial de jogos de tabuleiro em Teresina. Minha esposa Elaynne, o João Felipe, eu e mais sete amigos nos juntamos para organizar o evento. Queríamos algo diferente dos anteriores, que não fosse apenas um evento único. Não. Nosso objetivo era criar eventos periódicos, planejados, organizados e que atraíssem mais e mais jogadores. Assim nasceu o Cajuína Meeple, o encontro de jogos de tabuleiro de Teresina.

O primeiro Cajuína Meeple foi em dezembro de 2016, em uma livraria. Anúncios e convites foram feitos basicamente pelo whathsapp. Mesmo assim o resultado superou nossas expectativas: registramos 115 pessoas no evento, mas estimamos ter tido um público de pelo menos 150 participantes!

Em 2017 o Cajuína Meeple aconteceu mais 3 vezes. Mudamos para a praça de alimentação do shopping onde ficava a livraria, procurando mais visibilidade. Funcionou. Era satisfatório ver a galera passando e ficando curiosa sobre os jogos. Rapidinho as mesas estavam lotadas, e todo mundo se divertia bastante.

Ainda em 2017, além do Cajuína Meeple, o Piauí teve sua presença no cenário nacional através de uma editora: a Legião Jogos, parceria dos amigos Pablo Ribeiro e Bruno Carvalho, responsáveis pelo jogo Scippio. A Legião Jogos estava presente também no Cajuína Meeple, dando seu apoio, levando seus jogos publicados e outros em fase de testes. No ano de 2018 publicaram o jogo Crop Rotation: Bug Plague. Depois da tentativa de financiamento coletivo do jogo Eleições 20XX, Pablo e Bruno deram um tempo na editora para se dedicarem a projetos pessoais. Esperamos ver, em breve, a Legião Jogos de volta ao cenário.

Para além da capital

O Cajuína Meeple mudou de espaço mais uma vez no ano de 2018. Fomos para outro shopping, com um espaço mais organizado. O evento estava ficando cada vez maior. Mudamos ainda a programação. Enquanto os eventos anteriores aconteciam aos sábados, a partir de 2018 passou a ser aos sábados e domingos.

Essa foi mais uma aposta certeira. O público que passava pelo evento no sábado, sem poder ficar para jogar, voltava no domingo. Foi ainda nessa época de 2018 que a loja Element4 CardGames começou a patrocinar também o Cajuína Meeple, levando para o evento jogadores de Magic, Yu-gi-oh e Pokemon Card Games, sempre com competições próprias. O bacana foi ver o pessoal do cardgame interagindo e participando das mesas de boardgame também. E vice-versa.

Em 2019 o Cajuína Meeple expandiu seu alcance dentro do estado do Piauí. Fomos convidados para participar de um evento na cidade de Campo Maior, a 80km da capital, e em outro evento no município de Parnaíba, no litoral piauiense. Nestas duas cidades, o Cajuína Meeple deixou a certeza de que os jogos de tabuleiro são sempre sucesso. Deixou também um gostinho de quero mais e o convite de “volte sempre”.

Espaços de jogo em Teresina

Também em 2018 surgiu o Xeque-mate, uma hamburgueria temática de jogos de tabuleiro. O Xeque-mate logo se tornou parceiro também do Cajuína Meeple e conquistou seu espaço no cenário local. A hamburgueria é um excelente local para se conhecer os jogos de tabuleiro modernos, com comida boa e ambiente aconchegante. E tem atraído cada vez mais pessoas para o hobby. É passagem obrigatória para os amantes de jogos de tabuleiro que visitam Teresina.

Então, Teresina tem um evento, tem uma luderia, teve uma editora. O que faltava? Faltava uma loja especializada. Durante um tempo a loja Arcádia nos trouxe os jogos, mas diminuiu muito com o passar do tempo. Até que em 2019 um casal bastante atuante no cenário de jogos em Teresina resolveu fazer contato com as editoras através da loja geek que tinham na época.

Deu certo. Em poucos meses, a loja já tinha contato com as 5 maiores editoras nacionais, sempre trazendo todas as novidades do mercado. Até que no início de 2020 a loja fechou, e foi então que decidiram focar somente no mercado de jogos de tabuleiro. Assim nasceu a Homo Ludicus, uma loja virtual de boardgames, cardgames e RPG para atender ao público de Teresina e do Piauí como um todo.

A partir do nascimento da Homo Ludicus, Teresina passa a ter o que os amantes de jogos de tabuleiro precisam para se divertir: um evento próprio, uma luderia e uma loja especializada. A pandemia impediu que o Cajuína Meeple acontecesse em 2020, mas 2021 tá logo ali, e o evento pretende voltar com força para sua décima edição.

Mais recentemente a Xeque-mate já voltou a abrir suas portas para receber jogadores. E os proprietários da Homo Ludicus (este que vos escreve e sua esposa) sempre recebem amigos para uma tradicional jogatina de sexta-feira, que acontece desde 2015.

Afinal, o jogo não pode parar, a diversão tem que continuar. E os jogos de tabuleiro são uma saída para desafogar o isolamento social por tantos meses seguidos. Sempre com segurança, claro.

Teresina chega a 2021 como uma cidade que convida os boardgamers de todo o Brasil a fazerem uma visita. Se já somos um povo acolhedor, imagina então com um bom jogo de tabuleiro e um copo de cajuína bem gelada!

Sintam-se convidados.

    Carlos Henrique Viana Lima

    Carlos Henrique, o CH, é um entusiasta de jogos de tabuleiro. Junto a sua esposa Elaynne, tocam a loja Homo Ludicus desde 2020 e ajudam a organizar o Cajuína Meeple desde 2016. Recebem os amigos para uma jogatina todas as sextas em sua casa e desde cedo já iniciaram seus filhos Alice (6) e Caique (4) nas jogatinas. CH quer ver, um dia, os jogos de tabuleiro presentes no cotidiano de cada família teresinense.

    Compartilhar postagem:

    Copyright © 2020 Meeple BR - Todos os direitos reservados.